sexta-feira, julho 14, 2006

5. Santo André ... hoje e amanhã
Trinta anos após o seu nascimento Santo André vive um período de relativa euforia. O “renascimento” do Complexo Industrial de Sines, e a consolidação do potencial turístico do Litoral Alentejano, vieram abrir novos horizontes ao desenvolvimento da Cidade.

Santo André, pela sua localização e pelo facto de dispor de terrenos que possibilitam a sua expansão urbanística e populacional, irá desempenhar um papel central no processo de desenvolvimento do Litoral Alentejano.

O “Desenvolvimento” é um processo que necessita da intervenção de todos. Não cabe apenas ao poder político e às suas instituições, a responsabilidade pela sua concretização e manutenção.

Nós também temos um papel importante a cumprir.

Há que agarrar esta oportunidade e fazer de Santo André uma “Cidade Exemplo”, onde exista qualidade de vida, respeito pela natureza e calor humano.
SANTO ANDRÉ no Google Maps em Set/2004. Clique Aqui

17 comentários:

João Pedro Oliveira disse...

boa dia acho impecavel o seu trabalho por neste momento está a ser desenvolvido um grande trabalho a nivel da internet para a divulgação da nossa bela cidade onde está a ser desenvolvido um portal virtual em www.santoandre.pt neste site também será redireccionado para o site da junta em breve mais noticias no site obrigado pela atenção e de continuação a este excelente trabalho

Tânia Correia disse...

Este Blog diz respeito a todos nós que habitamos esta Cidade, e como "Ninguém cuida o que não aprecia, ninguém aprecia o que não conhece, ninguém conhece o que não compreende", alguém teve a brilhante ideia de dar a conhecer aquilo que é nosso, para se poder preservar e valorizar o que é de todos.

Parabens e obrigado pelo seu trabalho

Tânia Correia disse...

Como já referi, este blog tem um carácter importantíssimo no conhecimento daquilo que é nosso.

Depois de ir ver o resultado das votações, fiquei abismada ao observar que ainda há pessoas, para quem a expansão urbana da nossa cidade se pode sobrepor aos valores naturais e patrimoniais do nosso concelho.

As Lagoas de Santo André e da Sancha constituem um Sistema Lagunar Costeiro de relevante importância biológica, incluindo interessantes aspectos ecológicos, ictiológicos, botânicos e ornitológicos.

Gostaria de informar que a Lagoa de Santo André tem grande importância como local de passagem e invernada de certas espécies de aves, como o Galeirão comum (Fulica atra). É uma importante área de nidificação do Pato-de-Bico-Vermelho (Netta rufina), sendo único local de invernada desta espécie em Portugal.

Em termos de Flora, na Lagoa de Santo André e da Sancha, ocorrem algumas espécies endémicas (autóctones) lusitanicas, como a Linaria ficalhoana, Armeria rouyana e Ononis hackelli, bem como espécies prioritárias (Rede Natura 2000 – rede de espaços naturais que visa a conservação da biodiversidade, protegendo espécies de elevado valor para a protecção)como a Ionopsidium acaule e Thymus camphoratus.

Talvez estas espécies nos pareçam comuns, mas é preciso notar que no mundo são bastante raras, existindo algumas na pequena faixa do Litoral Alentejano.

A Reserva natural das Lagoas de Santo André e da Sancha é uma Zona de Protecção Especial, ao abrigo da Directiva Aves e, Sitio da Lista Nacional de Sítios (Sitio Comporta-Galé – PTCON0034), no âmbito da Directiva Habitats (directiva que visa assegurar a biodiversidade através da conservação de habitats naturais da fauna e flora silvestre na Comunidade Europeia), está classificada como Área Importante para as Aves Europeias, e está integrada na Lista de Zonas Húmidas de Importância Internacional (Convenção de Ramsar).

Depois do que referi anteriormente, proponho as pessoas que passeiem um bocadinho pela reserva e reflictam sobre a sua votação. Toda a legislação aplicada a NOSSA Reserva não existe por acaso.

Para mais informações sugiro que se desloquem ao Centro de Interpretação do Monte do Paio ou a Sede da Reserva, Pavilhão A na Galiza (Ilha da Madeira - Antigo Gabinete da Area de Sines)

Anónimo disse...

Querida conterrânia, explique-me essa da Galiza - Ilha da Madeira, pq eu sou filha do monte do funchal - Galiza e nunca ouvi falar
dessa associação à Ilha da Madeira

Tânia Correia disse...

Venho so fazer mais um esclarecimento à pessoa que fez o ultimo comentario. Quando me referi a "Ilha da Madeira", não é à região autonoma. A "Ilha da Madeira", corresponde a um conjunto de pavilhões onde se encontrava sediado o Antigo Gabinete da Área de Sines, no Litoral Alentejano. Neste momento esta lá sediado a Reserva Natural das Lagoas de Santo Andre e da sancha, o Centro de Estudos de Geologia e Geotecnia de Santo André, e o gabinete de apoio topografico.
Se necessitar estou a disposição para esclarecer mais alguma duvida.

Anónimo disse...

Berto, estiveste bem !!:) Um Abraço
Guilherme Amaro

Anónimo disse...

Caros Srs.
Venho demonstrar a minha gratidão pela divulgação real da nossa cidade.
Ainda bem que o povo de Vila Nova de Santo André é consciente do valor que têm apesar de não ser reconhecido pelos governos que têm tido e o resultado das eleições, não demonstra o desejo do povo de Santo André. E os que vivem nesta cidade, sabem a razão.
Os meus cumprimento
Aparecida Lopes

Anónimo disse...

muito bom...so n compreendo a parte do calor humano, visto que em santo andre esse calor não existe.

Parabens

Anónimo disse...

Santo André está degradado a nível fisico e a nivel social!

Quem como eu tem 33 anos e lá viveu a infancia e adolescencia, sabe do que estou a falar.

O espirito de iniciativa, o orgulho, a qualidade de vida deram lugar a um provincianismo infeliz e decadente.

Onde estão as colectividades desportivas? onde está o comércio de rua? Alguém sai à noite? Existe algum BOM restaurante? alguém usa o fantástico Clube de Ténis?

Infelizmente penso que os sucessivos governos autárquicos de esquerda conseguiram o que queriam...

Nuno Ferreira(Folha) disse...

Olá sou o Nuno Ferreira (Folha),e sobre este tema tenho a dizer que temos felizmente uma cidade que mete inveja a muitas do nosso pais,por exemplo a nivel de espaços verdes, estacionamentos, rampas para deficientes, espaço envolvente,(parque natural),etc.
tenho 34 anos,cresci aqui,e apesar de tudo ainda penso que á muita coisa a fazer.

Meus amigos a nossa geração tem a obrigação de fazer mais por a nossa terra,eu estou envolvido numa asossiação de pais e no clube galpenergia, e o que vejo é que as pessoas em Santo André não se envolvem em nada, porque nas reuniões de pais quase ninguem vai,nas iniciativas que o clube tem tambem quase nimguem se envolve,e por vezes é so necessario aparecer,frequentar,e quando forem, vão por bem,sejam construtivos,não digam so mal,porque para dizer mal do que se faz é o mais facil,fazer ou ajudar a fazer é dificil.

Este blog é um excelente exemplo duma boa iniciativa,temos que acarinhar,pessoal da minha geração,vamos dar a volta a isto,por exemplo outro exemplo de cidadania é a asossiação de utentes de Santo André.Meus amigos nos temos na nossa terra um potencial de juventude enorme,vamos aproveitar,já agora Berto divulga este Blog no painel electronico junto ao mercado,temos que chamar mais pessoas para esta discussão,um abraço a todos.

PS:So não acho graça é aos anonimos,temos que dar as nossas opiniões sem medo,nimgem nos vai bater,penso eu,discutamos as questões positivamente.

Anónimo disse...

Vivi a minha infância e adolescencia em Santo André,hoje em dia poucas vezes,visito esse sitio fantastico, com uma beleza natural riquissima, mas quando o faço, verifico que cada vez se encontra mais vazio a nivel fisico e social, o que é uma pena, há alturas em que parece uma vila abandonada, na qual não se vê ninguém,possivelmente devido á falta de espaços fisicos, que proporcionem ás pessoas, um local de convivio e lazer.Pouco há para ver,ou conviver, é pena porque em tempos idos a situação era diferente, via-se vida na cidade, e as activiades abundavam.Espero que recuperem ou construam novamente essa alegria de viver e conviver em Santo André.
Luis

J.S. disse...

Há bem pouco tempo conheci este blog. Seja lá quem for o que criou, devemos agradecê-lo, pois é mais um grito do Ipiranga para que esta terra que tanto amo, seja mais,e,mais conhecida.O seu povo original,são gente muito hospitaleira e de bom grado. Conheço esta terra ainda se passava pela frente da Igreja Matriz. Radiquei-me por cá desde 3 de Março de 1976, pese embora aquando a construção da Refinaria da ex. Petrosul viesse até cá fazer alguns trabalhos, atravéz da falecida (E N I )Electricidade Naval e Industrial. Assisti ao arranque das primeiras laranjeira com as rectro-escavadoras. Amo esta terra mais do que aquela onde nasci . Para aquí vieram meus filhos de tenra idade, até se formarem e irem à sua vida. Hoje esta Cidade de Vila Nova de Santo André tem muitas potencialidades que ainda não foram exploradas, no entanto já vai suplantando a sede de Concelho, em especial nos fins de semana. A maioria da população residente ainda não criou raízes,pois são oriundas das mais variadas regiões do país. Temos parques desportivos, kartódromo,salas de espectáculos, um belissimo Parque Central que muito embora se verifique uma vandalização estamos em crer que a nossa Câmara quando resolver envolver com uma cercadura será um lugar previligiado para um belo canto de lazer.Temos um Hotel que não nos envergonha e as explenderosas praias que já vão sendo concorridas pese embora haja muita coisa a ser feita . Também existe alguns focos de vandalismo ,mas penso que as nossas autoridades porão cobro. Uma coisa pedimos ao povo residente nesta cidade:-Vamos todos dar as mãos e avançarmos em força para que um dia os nossos vindouros dizerem ;os meus pais construiram esta linda cidade no Litoral Alentejano. J.S.

luis barroso disse...

Tomei agora conhecimento desta página e, gostei muito dela. Muitos parabéns pelo excelente trabalho realizado e obrigado.

Espaço do João disse...

Caro Anónimo.
Logo se vê pela sua descrição que está bastante distante de Vila Nova de Santo André. Então não conhece o comercio de cá ,não conhece bons restaurantes? Não conhece desenvolvimento em Santo André ? não conhece um belo Hotel? Correios, Bancos, pracetas , rotundas naovas habitações de qualidade,vida noturna etc etc etc . Então não conhece Vila Nova de S. André. Até um Kartódromo temos. Quando vier a Santo André não traga óculos escuros. Bem sei que ainda falta muita coisa a fazer e, embora seja da oposisão ao poder autártico instituido, não posso deixar de reconhecer que já há coisas muito boas e, feitas. Também é verdade que o pequeno vandalismo já paira por estas bandas mas diga-me onde não há vandalismo no nosso país? Enquanto puder pese embora não seja nascido nesta terra, tudo farei desde que esteja nas minhas possibilidades para termos A linda Cidade de Vila Nova de Santo André digna de ser visitada por todos e ser um ex-libris das cidades da Costa Sudoeste Alentejano. Viva Vila Nova de Santo André. João Sousa.

Luciano Lucas disse...

Muitos parabens Berto. Excelente trabalho.

Obrigado pelas memorias.
Luciano

José Luís disse...

Caro Berto:
Moro na tua rua e conheço-te desde menino.
Começo por te agradecer por teres tido a excelente ideia de criar este blogue dedicado à nossa bela Cidade de Vila Nova de Santo André.
O trabalho está muito bom do ponto de vista da informação e é um excelente forum de discussão sobre as potencialidades da cidade e da região onde ela se insere. Quem conheceu esta cidade em 1976, e a viu crescer nestes 32 anos não pode deixar de a admirar e constatar o salto qualitativo que foi dado assim que o G. A.S . entregou a gestão ás autarquias.
É de louvar o esforço que foi feito pelas autarquias, sabendo como eu sei, que na altura da entrega da cidade estas estavam empenhadas em dotar de saneamento básico electicidade e equipamento social a quasi totalidade das 10 freguesias do concelho (na altura eram 10, hoje são 11)além da construção de vários bairros sociais.Em Santiago, Ermidas, Alvalade, Cercal etc, Fornecendo,loteamentos e terrenoa a preço simbolico, dando de graça os projectos e as respectivas alterações, materiais de construção etc. numa altura em que a lei das finanças locais era sistemáticamete violada pelos sucessivos governos de direita e as Autarquias se viam expoliadas das verbas com que contavam para a execução dos seu projectos.
De notar que pouco depois da entrega, se elaborou o Plano Director Municipal sendo a Câmara Municipal de Santiago do Cacém das primeiras a entregar o Plano.

Por tudo isto duvido que alguma Autarquia de direita viesse fazer melhor.
Mais uma vez obrigado e continua com a mesma vontade a divulgar os eventos da nossa terra. Tomei a liberdade de colocar um link no meu modesto blog.
Um grande abraço

Anónimo disse...

Por mera coincidencia vi este blog e conhecendo Santo André ( do tempo do Areal) gostaria de fazer pequenas observações.
1- Sobre a "Ilha da Madeira": Pavilhões construídos para serem a sede do G.A.S. e que um "maduro qualquer" resolveu baptizar .
2 - Sobre a vida social de Santo André:
Só agora é que começa a ter vida própria, apesar de ter de aguentar a 2ª. escolha, isto é, só depois de Santiago entender que serve, Santo André terá a liberdade de escolher ( toda a gente percebe ).
3- Como diz o meu amigo Sousa é preciso o grito de Ipiranga e soltar as amarras, para poder dar vida à Cidade.
4 - Quanto ao salto qualitativo:
Para mim não foi por passar para a Câmara, têm a ver com a evolução do País e com a implantação das Industrias, visto que as infraestruturas já estavam feitas e só não evolui mais porque há sempre "alguém" que não lhe interessa. É um problema que esta nova geração poderá resolver.